Dicas para escolher a fechadura digital ideal

Fechaduras digitais são boas opções para imóveis residencias.

1

Você consegue lembrar por quantas vezes uma simples chave de fechadura causou um transtorno em sua vida?

 

Todos já tiveram algum caso para contar, seja por ter perdido a chave, por ela ter quebrado dentro da fechadura ou por vários outros motivos. Pois com a evolução tecnológica a tendência será que, dentro de alguns anos, as chaves deixem de ser necessárias em residências.

 

As fechaduras digitais já fazem parte de grande parte das empresas, indústrias, comércios e da rede hoteleira. Agora a tendência do mercado é que, com o aumento da concorrência e menor custo de produção, esse tipo de equipamento passe a ser utilizado dentro de condomínios e imóveis residenciais.

SEGURANÇA E RELAÇÃO CUSTO BENEFÍCIO DE DIFERENTES

O site www.chaveiro2000.com.br, especializada em artigos para segurança, conta com diversos modelos de fechaduras digitais em seu catálogo, com valores que variam entre R$900,00 a R$3600,00. Os modelos mais comuns no site são os que utilizam senha numérica ou cartão de proximidade como forma de destravar a porta, porém há um aumento do interesse do consumidor por mais segurança por modelos mais modernos, que funcionam com leitura da impressão digital ou mesmo da íris da pessoa. “Normalmente a pessoa vê um modelo de fechadura digital instalada em um escritório ou mesmo em um hotel e fica curiosa em saber quanto custaria para ter algo igual em casa. Quase sempre eles imaginam um gasto muito maior que o real”

explica Daniele, a técnica  do CHAVEIRO2000. Não ter que depender mais das chaves é, com certeza, a grande vantagem de quem possui uma fechadura digital em casa. Seja na comodidade de ter um fator a menos para se preocupar em carregar e cuidar, seja no aumento da segurança, principalmente com o aumento do número de invasões a domicílios utilizando a chave “micha”, um tipo de chave utilizado por criminosos capaz de abrir praticamente qualquer tipo de fechadura comum, sem a necessidade de arrombamento. Além disso os principais fabricantes buscam cada vez mais facilitar instalação e utilização das fechaduras digitais, buscando assim conquistar um público “leigo”, com pouco ou mesmo nenhum conhecimento em eletrônica. “A grande maioria das fechaduras digitais, tem a função anti panico contra violação;

Alarme anti-arrombamento,

usam pilhas comuns como fonte de alimentação;

Baixo consumo de pilhas,garantindo a sua autonomia; assim não é necessário fazer nenhuma alteração na parte elétrica do imóvel, é só instalar e começar a usar. Quando a carga das pilhas estiverem próximas do fim a fechadura alerta o usuário, evitando que deixe de funcionar”, explica Rubens.

Função não perturbe: Tenha mais privacidade ativando a função Não Perturbe. Com ela você pode desabilitar a abertura da fechadura pelo lado de fora.

Bateria de emergência: Para casos em que a carga que as pilhas fornecem à fechadura for insuficiente para a abertura da porta, basta conectar uma bateria de 9 V na fechadura e digitar a senha cadastrada ou usar o chave mecânica.

Investir em segurança é fundamental para seu imóvel

Livre- se do peso de carregar chaves com apenas um toque!

2

Conheça os principais tipos de fechaduras digitais

Capacidade de cadastro; Há fechaduras digitais com capacidade para até 200 usuários, porém para residências o melhor é escolher um modelo com cerca de 20 usuários, pois além de não ser necessário mais do que isso, também facilita o controle das senhas. É muito importante excluir uma senha ou cartão de acesso de alguma pessoa que não vai mais utilizar, como por exemplo um prestador de serviço que trabalhou temporariamente na casa.
– Fechadura com abertura por senha e cartão de proximidade: São as mais comuns, e com preços acessíveis. Para manter a segurança da senha os fabricantes criam alternativas como; Função senha protegida: números randômicos para que não fiquem marcas dedos nos números, como exigir que o usuário digite números aleatórios antes da senha. Isso também evita que criminosos consigam identificar a senha, caso vejam alguém utilizando. Alguns modelos possuem aplicação de automatização por aplicativo

 

– Fechadura com biometria: A leitura biométrica já se tornou comum em bancos e empresas. O risco de burlar o sistema é muito baixo devido a individualidade da impressão digital ser altamente segura.

 

– Fechadura Terminal; controle de acesso com leitor de íris: É o tipo de fechadura digital mais segura disponível no mercado. A confiabilidade na identificação dos usuário é maior, com risco praticamente nulo de invasão. Devido a alta tecnologia empregada é o tipo de fechadura que necessita maior investimento do consumidor.

 

Designe, conforto, praticidade e segurança!

Estes são os principais detalhes. Claro que é importante também saber se o modelo foi feito para instalação sobreposta ou embutida na porta, além de saber se está preparado para porta de madeira, metal ou vidro.

 

 

Curtir e seguir:
RSS
Facebook
Facebook
YouTube
INSTAGRAM
RSS
Facebook
Facebook
YouTube
INSTAGRAM
Atendimento via Whatsapp...